Siga-nos nas Redes Sociais

Publicado

em

O Sou Legal entrevistou um especialista da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), sobre os riscos que o uso de equipamentos piratas ou não certificados pela Agência traz para os usuários.

Davison Gonzaga da Silva, gerente de certificação da Anatel, citou e explicou os principais riscos dessa prática, entre eles, o risco elétrico, quando o equipamento não consegue suportar qualquer imperfeição que venha da rede de energia elétrica, como picos de energia, por exemplo. Outro risco citado é o de interferência: a capacidade do aparelho de não interferir em outros equipamentos. Equipamentos não certificados podem interferir na TV, celulares e até no modem de internet.

Os equipamentos piratas também trazem o risco de segurança cibernética. Os aparelhos não certificados podem conter softwares maliciosos que deixam uma porta aberta para o roubo de senhas bancárias e outras informações pessoais e também possibilitam que criminosos utilizem a internet do usuário para fins ilícitos.

Veja mais detalhes no vídeo e proteja-se evitando o uso de equipamentos não certificados pela Anatel. Saiba mais sobre os riscos de caixas piratas, as TV Boxes aqui.

O blog “Sou Legal” foi criado para informar e discutir os riscos e impactos do acesso ilegal aos canais de TV por assinatura.

Segurança

Anatel alerta que TV Box pode roubar dados

Investigação realizada pela Anatel em conjunto com a ABTA identificou programas maliciosos na TV Box mais popular do Brasil

Publicado

em

Por

tv box

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), por meio de seu Grupo de Trabalho TV Box, identificou ontem (21) , com a ajuda da ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura) e da Ancine (Agência Nacional do Cinema) a presença de malwares em um modelo vendido no Brasil. O HTV, aparelho mencionado, foi considerado pela agência como o mais vendido da categoria devido ao número de apreensões que sofre.

As investigações realizadas por meio de engenharia reversa constataram que a TV Box em questão busca se conectar, assim que ligada pela primeira vez, a um servidor desconhecido, e vai recebendo updates para encontrar novas portas sempre que necessário. Dessa maneira, os aparelhos são capazes tanto de obter ilegalmente os canais de TV prometidos como de capturar e enviar dados do usuário para aqueles servidores.

A agência também descobriu que, com a capacidade de processamento das TV Box, estes equipamentos podem realizar ataques coordenados de negação de serviço na internet – os chamados DDos. A situação é grave devido ao número elevado de TV Box circulando no país, que constituiriam uma grande rede capaz de realizar ataques poderosos deste tipo e causar danos até a serviços públicos.

No meio do ano, a Anatel levantou a suspeita de que as TV Box também poderiam estar sendo usadas pelos piratas para minerar criptomoedas sem o consentimento do usuário, uma vez que seu poder de processamento é muitas vezes maior do que o necessário. A agência ainda não realizou investigações para confirmar a hipótese pois seu foco no momento é a cibersegurança, mas ainda a considera possível.

Para saber mais, veja as repercussões de Jornal Nacional, Folha de S. Paulo, CNN Brasil e Olhar Digital sobre o caso.

Continuar Lendo

Segurança

Saiba o que são as TV Boxes e seus perigos

Matéria publicada no site Canaltech, assinada por Bruno Bertonzin, traz importantes informações sobre as TV Boxes e os problemas que acarretam quando são ilegais.

Publicado

em

Por

tv boxes

As TV Boxes são pequenos aparelhos em formato de caixa que têm como objetivo transformar uma TV normal em uma TV smart por meio do uso de serviços de IPTV. Normalmente, as TV Boxes possuem internamente um sistema operacional inteligente, o que permite o download de aplicativos de streaming, por exemplo.

O maior problema relacionado às TV Boxes acontece quando estes equipamentos chegam ao mercado nacional sem passarem – ou sendo reprovados – pelo processo de licenciamento da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), pois é ele quem garante que o funcionamento dos aparelhos é legítimo e inofensivo aos consumidores. 

As TV Boxes ilegais, como não passaram pela vistoria da Anatel, podem ser usadas como um sistema de coleta de dados pessoais de seus usuários por criminosos que normalmente os vendem ou os usam com más intenções. Além disso, como muitas também prometem entregar serviços de TV paga gratuitamente, seu uso contribui com o crime de pirataria audiovisual, que causa um grande desequilíbrio financeiro no país.

Mesmo os equipamentos legais e licenciados pela agência também não estão inteiramente livres de riscos, e devem ser usados com cautela. Isso porque ainda é possível que o usuário utilize estes aparelhos licenciados para o download de aplicativos piratas, o que volta a ser um crime e um risco à sua segurança assim como no caso das TV Boxes ilegais.

Para ler a notícia original, acesse o site do Canaltech.

Continuar Lendo

Trending